sábado, 31 de janeiro de 2009

Flecha

(em) Portugal - 2009

Por todas e algumas razões, por nenhumas e algumas recentes confusões.
Aos que usam, e abusam, de máscaras, e que se escondem em si mesmos.
Aos que buscam sem saber o quê.

Aos falam sem saber o que dizem. Nem porquê.
Aos que perdidos se atropelam e sem querer deixam-na cair...
Assim mesmo ou mesmo assim.
Por todas e mais algumas razões, não se esqueçam que a máscara não se vê.
Não se vê pouco.

E nunca, nunca dura sempre.

domingo, 18 de janeiro de 2009


Évora - Portugal 2009 - Autoria: Rita R ;Efeitos adicionais: Ana Di

Caminhavámos calmamente por ali, e olhámos para o céu.
Arrepiante. Sugestivo.
Quantas estórias não podíamos inventar daqui? Daquelas que é suposto meter medo. Daquelas com personagens vestidas de negro que cumprem profecias, se movem invisíveis, no silêncio, e em silêncio atacam. De olhar frio e mente rápida, armadas e de asas encobertas, desejos insatisfeitos e sós. Sempre sós.
Extasiante. Encantador. O Céu.
Negro e Belo.
I see....

quarta-feira, 14 de janeiro de 2009

So What?


(Mina) - Portugal 2007

What if the sea isn't that close anyway?

Does it matter to you?

Isn't it something else close enough to replace it?

Think about it. Who's the one deciding the lacks in your life?

If you have friends and if you have time, you don't feel such things.

You rule.

segunda-feira, 5 de janeiro de 2009

Nu


(a nu) - Portugal 2009
O corpo humano é uma autêntica obra de arte. Merece ser observado, cuidado, adorado, tocado... e... por mim fotografado! :) Eu gosto de fotos de nus. Mas de uma nudez não completamente explícita, se isso for possível. Gosto que a imagem permita acima de tudo subentender o que se quiser, sem limitar à partida o grau de fantasia. Quem tem coragem para se expor à objectiva?
Volunteers?

sábado, 3 de janeiro de 2009

Ti didi!


(na mão do Ti Didi) - Portugal 2009

Ti didi,

aqui está como prometido. O irrequieto e fotogénico do teu amigo numa perspectiva muito macro, sei lá... :D

Já agora... não queria relembrar esse episódio traumático, mas tem que ser... para salvar este sacrificaste... lembras, não lembras? aquele outro que se "escondeu" mesmo debaixo do teu sapato... :S Cruaaaack!! ai, já está! Deixa lá, essas coisas acontecem, mas valeu a intenção...

E... o cêntimo é meu! (e o chapéu também!!) (e a tal nota... ainda tenho dúvidas...) :D