sábado, 19 de abril de 2014

Fofuras... Smile and go!


Para os devotos e não devotos. Para os crentes e não crentes. Para os que aceitam sem questionar e os que questionam sem aceitar. A todos desejo Páscoa Feliz ou bom fim-de-semana, consoante os casos! 
Beijinhos a todos! :)

Cenas/coisas minhas! #3



Acessórios que adoooooro! Novo brinco que encomendei a uma amiga (é da Christian Lay) e um dos meus colares preferidos e que mais tenho usado ultimamente (pronto... eu também tenho pancada com fios e colares... shame on me!). Este já comprei há uns meses e não me lembro se na Pull & Bear ou Stradivarius.
Piquinalha com um elástico que vinha dentro de um ovo de chocolate! Not bad heim?! Muito giro!
Cozinhados 1: fiz pela primeira vez folares da Páscoa. Fui buscar uma receita antiga, com ervas doces. Correu bem mas deitei-me às 2 da manhã e a massa é super pesada, fica-se com um bocadinho de dor de braços!! Mas depois de feitos esquece-se tudo isso e vale sempre a pena ver o produto final e oferecer ao pessoal de quem gostamos!
Cozinhados 2: Chamam-lhe Bacalhau Espiritual ou Bacalhau à Casa. Eu Chamo-lhe Bacalhau à Madalena (pois foi esta amiga que me deu a receita)!! Já fiz este prato imensas vezes. Normalmente é no Natal e agora foi para a Páscoa! Quem provou, aprovou ;))
Notícias da horta: certo dia chego para regar e começo a ver que os meus morangueiros deram 1, 2, 3, 4, 6.....imenos morangos grandes e bons!! Assim de repente enchi um saquinho e acho que trouxe de lá um meio quilo de moranguinhos bons, saborosos e meus!!!
Qual é a coisa qual é ela que é preta e branca e quando chega a noite retira-se para os seus aposentos e reclama se lhe acendo a luz?!?! É o gato Malandro! Está um dorminhoco. E fofo! Não fosse ele o gato mais lindo do mundo! :))


Dias de campo. Dias de raízes. Dias de estar na terra de que tanto gosto. Na Mina de São Domingos! Aquelas flores roxas e que cheiram muuuito bem são rosmaninho. E quem me havia de dizer que ainda ia a um Baile da Pinha (ver fotos do antes e depois...cheio de gente!), onde matei saudades de beber uma mini. Não sei porquê mas para mim é especial e sabe-me sempre bem uma mini nos bailes da Mina e arredores. É como se fosse ponto obrigatório neste roteiro :D:D 
No caminho, por mim parava a cada instante. A paisagem é demasiado bela para não ser apreciada, cheirada, sentida. Os campos estão brancos e amarelos dos malquereres, roxos do rosmaninho e compostos de verdura. Adoro ser daqui, Adoro viver aqui. E preciso desta paisagem para me sentir em casa e feliz!
Em casa, apanhei um momento em que o sol passava pela janela e iluminava aqueles sapatos pretos sobre o chão de madeira. Achei aquela cena especial. Como que a formar uma aura em volta daqueles sapatos vazios. Não sei explicar porquê. Apenas gostei. Fotografei, e aqui está ela.
Já provaram o Magnum Mint?!?!? É bom demais!!! aiaiaiaiaiiaiai me ha gustado mucho!!!

Recomendo! Herdade dos Grous

Já alguma vez ouviram falar na Herdade dos Grous? Pois bem, situa-se perto de Albernoa (concelho de Beja), e lá se produzem vinhos, tem turismo rural, enoturismo, agro-pecuária, um restaurante conceituado, e... entrada aberta para todos quanto queiram visitar o espaço. E que magnífico passeio que por lá se pode fazer! As estruturas estão muito bonitas, bem pensadas e estrategicamente localizadas. A envolvência é de uma calma e serenidade constantes. Os passarinhos a chilrear. Os peixes a saltar no imenso lago. Há árvores, plantas e flores autóctones. Silêncio. E mais silêncio, onde apenas se escutam os terapêuticos sons da natureza. Adorei! Recomendo!
Aqui vão algumas fotos que tirei lá nesse dia de passeio!










Onde é que esta criatura faz as compras?!? É difícil... hummmm

 Ora vai uma pessoa muito bem no trânsito e depara-se com a seguinte cena/criatura/carro-cheio-de-peluches-fofinhos-e-coloridos:


Alguém fez muitas comprinhas no Lidl heim!?!? hummmm :S :D Aquilo ali atrás parece a colónia de férias dos bonecos dos vegetais e frutas do Lidl! Todos amontoados e aos saltos! Valha-me nossa senhora!!

sábado, 12 de abril de 2014

y esto se llama... perspectiva!

Oh pa se gosto destas músicas!

Sempre adorei Kings of Leon! E agora ando com estas na cabeça:

Beautiful War
(Prestem-me bem atenção à letra desta música... é... lindíssima.)


Wait for me

Fofuras... Exactly!


Ora é mesmo isso! Esta é a minha filosofia ou ideal de vida! Fazer mais coisas, seguir a curiosidade natural (porque atrás de umas vêm sempre mais e mais coisas novas e interessantes), conviver, sair, passear, sentir a natureza, fechar os olhos e sentir o sol na pele, aproveitar as pequenas e maravilhosas coisas que temos quando temos saúde, família, amizade e amor nas nossas vidas! Só assim podemos crescer. Saindo do nosso cantinho, enfrentando, desafiando, acertando e errando, ganhando e perdendo... vivendo! Em gerúndio sim... porque se quer que seja um processo continuado! :D ;) :)

Bom fim-de-semana a todos!
Beijinhos

Music

Não conhecia esta banda inglesa e foi por acaso que dei com eles, vendo vídeos ao acaso no Youtube. E gostei. A voz dela é diferente. Primeiro achei que tinha um grave forçado e em certa parte continuo a
achar o mesmo, mas há algo de especial na voz e nas letras. Ei-los... London Grammar!

Hey Now


Wasting my young years


Strong


Nightcall

Are you the one?

Antigamente via/ouvia imenso a MTV. De há uns anos para cá já é raro, não apenas porque o tempo para o fazer já não é tanto mas também porque a MTV hoje em dia mais parece um canal de reality shows do que um canal de música como era suposto! Ora certo dia... estava a "zappar" e não sei porquê houve um programa que me chamou a atenção naquele canal. Pronto... fiquei agarrada! E ainda por cima a box avariou nessa altura o que me obrigou a fazer grandes ginásticas e piscinas para lá e para cá enquanto tentava fazer as coisas em casa e ver uns pedacinhos da série, uma vez que não dava para gravar.

O programa Are You The One? e a ideia pareceu-me super interessante e dá que pensar. Claro que é um reality show com miúdas e miúdos giros e bem-feitos mas este tem um sentido mais vasto do que apenas ganhar dinheiro e fama rápida. 
Estão 20 pessoas numa casa, 10 mulheres e 10 homens, que foram avaliados e estudados de forma a serem apurados quais os seus pares perfeitos. (Isto é, cientificamente - e aparentemente como é óbvio - conseguir saber para cada pessoa qual o seu par ideal. Ora isto é a resposta à pergunta de praticamente toda a gente, porque toda a gente, mais ou menos independente, procura naturalmente o seu par, a sua outra metade, a sua companhia e amor.). Se conseguirem, ao fim de 10 reuniões de grupo, descobrirem quem são os 10 pares perfeitos ganham o prémio final - 1 milhão de dólares e... descobrirem alguém que pode ser o seu par para a vida! Ora convenhamos que isso vale muito mais do que qualquer quantia de dinheiro ou fama rápida!
Será que cientificamente podemos saber que a pessoa X ou a pessoa Y são aquelas com quem poderíamos maximizar a felicidade e amor? A ser verdade isso praticamente é sair-nos o jackpot da vida! 

Mas.... claro, não é assim tão linear e portanto não é assim tão fácil. Primeiro porque às vezes nem os próprios sabem bem o que querem e escolhem consecutivamente pessoas com que têm relações pouco frutuosas, conflituosas ou até vazias e assim se vão perdendo e sentido cada vez mais sozinhos ainda que rodeados de gente. Isto quer dizer que o nosso par ideal pode estar bem à nossa frente e nós não o vemos! O que é... fodido! (perdoem-me a expressão mas não encontrei mais adequada!) Por outro lado, ainda que a ciência nos permita saber teoricamente com quem podemos ter ligação quase perfeita, tem sempre uma determinada margem de erro, e na prática as pessoas podem simplesmente apaixonar-se por outra pessoa que não aquela que a ciência dizia ser a tal! E mesmo assim a sua relação correr bem e serem felizes.



No programa o grupo conseguiu descobrir os pares perfeitos de cada um. E o mais interessante foi tirar as seguintes conclusões:

- na maior parte dos casos as pessoas sentiram uma química ou algo especial entre si logo no primeiro contacto. Algumas começaram logo aí a ligarem-se e outras afastaram-se e estiveram com outras pessoas, mas acabaram por (portas e travessas! às vezes rocambolescas!) naturalmente voltar àquelas por quem se sentiram atraídos no primeiro instante. Que giro não é?! Talvez não precisemos de ciência para sabermos quem é o nosso par perfeito. Talvez o saibamos intrinsecamente. Basta deixar o instinto falar, deixar fluir, e ver o que é que o nosso corpo e a nossa mente querem! Fácil não?! :O

- houve um caso de pessoas que se apaixonaram e descobriram que não eram o par perfeito uma da outra. Descobriram que o seu par perfeito eram outras pessoas, com quem tinham relações de amizade, mas não sentiam paixão. Esse casal passou por um mau bocado quando descobriram que não eram o par perfeito um do outro... mas continuaram juntos! E os respectivos pares perfeitos ficaram sem ninguém. :P Às vezes acontece... tiveram de continuar a procurar mas fora do programa e sem a ajuda da ciência. Ou talvez este caso também nos faça pensar que existam mais do que uma pessoa perfeita para cada um!! Ou às vezes em diferentes momentos da vida precisamos de diferentes tipos de relações e pessoas! Who knows right?!

- houve casais de pares perfeitos em que as pessoas discutiam o tempo todo. Isto também foi um bocado surpreendente para mim. Eu acho sempre que uma boa relação, ou pelo menos o que eu quero de uma relação, é harmonia sem esforço. E discutir significa que há divergências que não se estão a conseguir naturalmente, como deveriam, resolver. Ou porque as pessoas são mesmo muito diferentes ainda que se amem incondicionalmente, ou porque uma delas ou ambas resistem a ceder pelo outro. Não acho, por otro lado, que discutir seja assim tão mau. Não acredito em relações em que está sempre tudo muito bem, nunca discutem, e estão sempre no máximo da paixão. Das duas uma... ou não falam e partilham ideias uma com a outra e portanto é uma relação vazia (uhhhhhhh) ou têm outras pessoas (extra-relação) de quem conseguem colmatar as faltas que sentem na sua relação principal.
Ora no programa, ficaram juntas pessoas que discutiam, que ora se afastavam ora se reuniam. E isso mostra uma outra coisa também muito interessante. Não há definição certa e completa de relação perfeita. Aquilo que para uma pessoa pode ser a melhor relação do mundo, para outra pode ser a pior relação do mundo! Cada relação é única. Só as pessoas que a constituem e aquilo que são juntas é que sabem e justificam ou não a sua existência.

Recomendo o programa! Gostei!

domingo, 6 de abril de 2014

Fofuras... boa semana! Toca a dar feedback fáxavori!


Gente aí desse lado... tenham uma excelente semana! 

Posso pedir-vos um favor? Quem vir este post e quiser aceder ao meu pedido comente indicando o país de onde me estão a ver/ler. Se quiserem coloquem as vossas iniciais ou o que quiserem e que me permita diferenciar visualizadores. 
Obrigada! ou.... arigato quiçá!!

Beijinhos!

Ora então vamos lá a cascabulhar aqui umas coisinhas caros visualizadores.... hummmm

Eu não publicito o meu blog. Este é acima de tudo um espaço pessoal onde partilho coisas que me apetece, sem qualquer tipo de intenção ou utilização secundária, e portanto não me interessa que tenha muitas ou poucas visualizações. Claro que há pessoas minhas conhecidas que sabem que o tenho e são meus visualizadores. Não coloco aqui nada (pensamentos, textos ou até imagens) que tenha problema em expor publicamente. Mas certo dia estava aqui a ver as estatísticas do meu blog e reparei em algo que me chamou a atenção. 

A maior parte dos meus (poucos mas bons!) visitantes neste blog são ou vivem em Portugal, depois então aparecem nos segundos e terceiros lugares de países com maior número de visualizações os EUA e o Brasil (ver estatística - parte 1 - visualizações desde sempre). Mas desde há uns meses para cá... a maior parte (grande parte mesmo!!!) de visualizações do meu blog é da China!!.... WTF?!  Não é veja mal nisso mas há algo estranho! Chegam a ser quase 4 vezes superiores às visualizações de Portugal. Pergunto-me então... 


1 - a questão aqui terá a ver com alojamento de servidores a nível mundial podendo o Sr. X em Portugal/Rússia/etc aceder à net através de um servidor alojado na China (e assim embora o país que apareça seja China isso não significa que sejam necessariamente utilizadores chineses)?

2 - Como é que na China têm conhecimento alargado (porque não me parece ser apenas 1 ou 2 pessoas) do meu blog sendo que não o publicito/partilho com muita gente embora esteja online (entre milhares ou milhões de blogs e páginas de internet)?

2 - haverá um clone do meu blog na China? (estarem a plagiar o meu blog noutra língua, noutro país)

3 - eu tenho a possibilidade de tradução activa no blog mas todos sabemos que a tradução automática nunca é muito fiel ao texto original podendo até, por vezes, deturpar completamente a ideia original de certo texto. Então, o que é que o povo chinês poderá ver de tão interessante no meu blog?

O browser também tem mudado. Antes utilizava-se mais o Internet Explorer e agora é o Firefox. O sistema operativo mais usado mantém-se, é o Windows claro.

Alguém me dá alguma pista sobre o que poderá estar a acontecer?!?!

Hummmm...

你是谁?

sábado, 5 de abril de 2014

É aqui que se pode sonhar? Sim?! Então... com licença... :D

Beyonce - Single ladies

A-D-O-R-A-V-A saber dançar esta música assim tal e qual elas fazem no vídeo. Fico sempre de boa aberta e a sonhar!!!! Eu quero saber dançar isto!!!
Ora com licença... aqui sonha-se à vontade senhores e senhoras!


Fofuras... ó chuva acho que já chega!


Contra mim falo pois a água da chuva é a melhor para a minha "agricultura" mas a verdade é que se por um lado isso é verdade, também se chega a um ponto em que tenho os afazeres atrasados na referida "agricultura" devido à também referida sr.ª dona chuva! Tenho as cebolas e alhos franceses para apanhar, tenho ervas daninhas para controlar, tenho de tratar das favas que já estão com a planta grande e se não lhe der um jeito partem-se e bye bye favas com chouriço, tenho de ajeitar os tomateiros... mas não consigo porque a terra está encharcada, e eu não sou masoquista ao ponto de me ir pôr a trabalhar na horta debaixo de chuva. De maneira que... venha um bocadinho de bom tempo please que há tarefas a fazer que já não podem esperar muito mais!!!

Bom fim-de-semana para vocês!Much love to you all!!
Beijinhos!

Momentos de reflexão


O que é ser feliz? Em que consiste a felicidade? Como definir tal conceito quando o próprio está dependente da complexidade e subjectividade inerente a cada ser, único, pessoal e intransmissível? Podem, ao longo da vida, ensinar-nos que felicidade é isto e aquilo, e muitos de nós conduzirão a sua vida em função desses objectivos. Mas serão mesmo esses objectivos certos para nós? E como se sabe se os atingimos? Como é que eu sei se sou feliz? Haverá forma de comprovar isso? Acho que sim... um indício muito forte é sorrirmos, só porque sim, mesmo que a vida aparentemente nos corra menos bem. :)

Tenho pensado sobre isto e para mim a felicidade é algo muito simples e básico. Ainda assim difícil de esclarecer. Ser feliz é sentir paz, alegria, serenidade, plenitude e sentido dentro de nós. Essa sensação não tem necessariamente requisitos iguais de pessoa para pessoa. E assim, para uns poderá passar por ter uma família e um trabalho, ter saúde e amor, para outros pode passar por sentir que produziram algo, que criaram e contribuíram para melhorar certa situação, ou pode para outros passar por ter ou não determinada coisa. E como é que se consegue isso? Como é que se sabe o que é que nos faz felizes? Conhecendo-nos a nós próprios! Só através disso saberemos o que somos, o que temos, o que não temos e o que queremos. Eu só posso ser feliz se me conhecer ao ponto de ter a certeza de quais as minhas reais capacidades, definir os meus objectivos e como alcançá-los mediante os recursos que sei ter disponíveis. Só posso ser feliz se me conhecer ao ponto de saber que nunca poderei ter ou atingir determinado objectivo e viver bem com isso. E assim focar-me nas coisas certas.

Acho que o problema de tanta depressão e outros distúrbios mentais, emocionais e psicológicos hoje em dia tem efectivamente a ver com o facto das pessoas andarem ou sentirem-se perdidas. Sentem que não sabem muito bem o que andam por cá a fazer, sentem-se desmotivadas e esmorecidas. Chegam ao final do dia e sentem que falta algo. Porque na confusão de informação entre aquilo que lhes foi incutido por quem as educou e pela sociedade em geral, e ainda por tudo quanto lhes é exigido (em casa, no trabalho, etc.) por vezes torna-se difícil ouvir claramente o que é que nós, o nosso eu, é e quer de verdade. E assim, as pessoas vão colocando metas para si com base naquilo que acham ser o melhor, mas na maior parte das vezes nem sequer pensaram muito bem sobre isso. E assim, perdem a oportunidade única de experimentar aquela que deveria ser a principal razão de vivermos: crescermos como seres através da harmonia e felicidade. É chegar a um ponto em que não importa viver ou morrer mas sim compreender e aceitar, de sorriso no rosto.

3 passos para se ser feliz:

1 - Conhecer-se a si próprio. Isso é fundamental para se ser bem-sucedido em tudo quanto nos dediquemos;

2 - Ter objectivos mas estes nunca devem passar por ter ou não ter determinada coisa. O objectivo deve ser o sentimento e a sensação, não a posse;

3 - A maneira mais fácil de ser-se feliz é não ter quaisquer expectativas sobre as coisas. Se não desejarmos nem fantasiarmos nada nunca experienciaremos a desilusão nem a frustração. Pelo contrário, sentirmo-nos-emos satisfeitos, alegres e felizes com o que quer que a vida nos traga. Mas isto não significa que andemos pela vida como searas ao vento! Não devemos deixar que os outros decidam ou pensem por nós. E nunca nos devemos render à preguiça ou dormência. Devemos dar de nós o máximo que sabemos conseguir dar. Devemos ouvir-nos bem ao ponto de fazermos sem medo aquilo que sentimos vontade de verdade em cada campo da nossa vida (pessoal, familiar, profissional). Se deixarmos esse rio fluir, todas as coisas/vontades passarão a ter sentido e a coadjuvar-se entre si. De repente percebemos que tudo está ligado e é imensamente belo por fazer tanto sentido. E não têm de haver sacrifícios, sofrimento ou dor associada porque o que é feito de vontade não custa, corre sempre bem (porque acima de tudo estamos a ser fiéis a nós próprios e isso descansa-nos e fortalece-nos o espírito, não importando se atingimos ou não determinado objectivo inferior a isso) e é abençoado ao ponto de nos ser revelado exactamente o que devemos fazer a cada momento.

O tu e eu existe apenas aos níveis primários da existência. Nos níveis mais superiores, mas paradoxalmente mais profundos, cada ser faz parte de um todo, em que cada partícula se complementa. Tu e eu não somos nada mais do que energia, somos iguais e no entanto diferentes. Mas essa diferença serve apenas para que na condução da tua energia ela produza algo quando em contacto com a energia dos demais.

quarta-feira, 2 de abril de 2014

Mesmo a precisar!!!


Bolas... mesmo que uma pessoa tente fugir dele a sete pés actualmente é quase impossível escapar-se-lhe! É pelo facto do tempo parecer correr cada vez mais depressa e as coisas por fazer não acabam, os prazos a cumprir, o tentar fazer bem em pouco tempo, às vezes sem a concentração desejável, como ainda por cima é aquele ruído de fundo que me ensurdece e me suga a energia. As conversas de "chacha", as m$#&!/ a que assistimos uns a dizerem ou a fazerem nas costas uns dos outros, é a hipocrisia, a falta de tomates da maioria das pessoas em simplesmente dizer o que pensa, é as pessoas terem preguiça de pensarem por si e viverem de mexericos e diz-que-disse, é... olhem é eu a precisar de silêncio absoluto e afastar desse ruído que me desconcentra, me atrapalha e o qual ainda por cima, para além de todas as outras coisas que tenho para fazer, tenho ainda de saber gerir dia a dia. E pronto... estou num daqueles momentos em que acho que o mundo seria muito melhor sem pessoas. Mas depois também era uma chatice... :D:D:D LOLOLOL

Conclusão... sou mulher e estou cansada!! Dois ingredientes de uma combinação....stressante! :D