quinta-feira, 25 de maio de 2017

Londres, ao som de...




Chuva. Janeiro. Londres. Noite. 

Enquanto esperamos, um doce murmúrio
Embala e aquece a noite fria e chuvosa
Fecho os olhos e deixo-me levar
De repente já não há cansaços nem preocupações
Não há cidade nem trânsito nem confusões
Tudo isso se esfuma e se desvanece
A realidade sustem o seu próprio respirar
Só para nos contemplar
Num abraço melodioso com sabor a amor
Marcamos o nosso ritmo ao som do teu cantar
E assim ficamos, e nele continuamos... a dançar.


Murmullo - Buena Vista Social Club

Sem comentários: