sábado, 29 de março de 2014

Fofuras... bueno fin de semana! olé!


Meninos e meninas!! Meninas e meninos! Têm-se portado bem? Têm comido a sopa toda? Têm feito os deveres? Sim? Não? Assim-assim?!
Olhem assim com'assim tenham um excelente fim-de-semana!!!
Beijinhos!

Cenas/coisas minhas! #2

Aqui vamos para mais umas coisas a partilhar! Esta foi uma semana rica em passeio e em momentos bons. Aí vão alguns deles!
Visita ao CCB, Lisboa - Colecção Berardo - Pop Art. Fomos numa de passear descontraidamente e ajudar o tempo a passar e afinal adorámos a exposição, que ainda por cima é de entrada gratuita! ;) 

Idem - nestas imagens mais alguns pormenores do que visitámos no CCB. Uma árvore feita de cortiça e animais em madeira junto com os vários utensílios e ferramentas que o ser humano foi inventando e desenvolvendo ao longo dos tempos; E um navio cargueiro feito de canas e terracota com pequenas figuras alusivas ao povo indígena africano. No ambiente sons de cânticos africanos. 


As minhas unhas com caveiras!! rsrsrsrrsrs; Ida à feira do porco alentejano em Ourique. Muitos porquinhos personalizados nas paredes (alguns eram mesmo o famoso porco preto!!! LOL), o concerto da Rita Guerra (sob um frio gélidoooo!!), e eu a domar um dos porcos selvagens que estavam na feira ihihihihihi. E ainda, a senda do bilhete que ninguém queria e agora anda envolvido num animado e estimulante jogo de esconde e ganha, encontra e perde! Só para que conste estou a ganhar!!! muaaahhh


Concerto da Beyonce, em Lisboa. Final da tour Mrs. Carter Show. Gostei. Mas acima de tudo gostei de estar com uma amiga de sempre com quem já não estava à muito tempo e então basicamente estivémos a matar saudades uma da outra e a pôr alguma da conversa em dia. A Beyonce foi meramente acessória ;)
Dois pequenos desabafos: há pessoas que filmam e fotografam o concerto inteiro, às vezes há momentos em que só se veêm braços e luzes dos telefones no ar. Claro que é giro tirar umas fotos para recordação, eu também o fiz como é óbvio, mas desconfio que há pessoas tão obcecadas por registar o  momento que... acabam por perder esse mesmo momento, porque estão no sítio onde tudo está a acontecer mas estão demasiado preocupadas em gravar e vêm o espectáculo pelo ecrã das suas máquinas quando o artista está a actuar ali mesmo à sua frente! É... irónico e um bocadinho desconcertante. Será que terão mais gozo em ver depois em casa a sua gravação do que apreciar in loco um espectáculo para o qual até pagaram (e bem!!) para ir!?!? Não percebo! Juro que não!
Outro reparo é o facto de, à porta, os seguranças revistam as pessoas e alertam que não se podem levar armas (óbvio), comida, e garrafas/latas/pacotes de bebida. Pois bem.... houve muita gente a conseguir contornar essa situação! No final do concerto, quando grande parte das pessoas já tinham saído era apreciar o chão cheio de garrafas de água (que não se vendiam lá...é tudo em copo!!), pacotes de sumo, latas, etc. Big fail da segurança?! hummmmm

Filmes vistos e aprovados

"300: Rise of an Empire" (2014) - não é sequela mas sim uma paralela (não sei se se pode aplicar este termo no cinema!!) do primeiro 300 (guerra entre espartanos e persas). Com novos efeitos, muitas batalhas e um maior detalhe nas lutas entre a Grécia e a Pérsia. 


"12 Anos Escravo" (2013) - uma comovente história baseada em factos verídicos, reportada a meados do século XIX, de um negro americano livre - Solomon Northup - que foi raptado e vendido como escravo. Relata a escravidão do povo africano e afro-americano na América, principalmente no sul, nos campos de algodão. 
E se pensarmos bem hoje em dia isto continua a acontecer... o que quer dizer que a evolução dos tempos não conseguiu ainda abolir a escravidão. Pensem no caso da exploração laboral infantil, nas redes criminosas que raptam e vendem crianças e mulheres para prostituição, e por aí adiante... :X 


"Her" (2013) - dica retirada do blog do Zé e nele está a descrição que eu própria faria deste filme. Num futuro não muito distante (porque para lá caminhamos) a solidão que a tecnologia tem vindo a potenciar vai desembocar em relações virtuais, não apenas porque os meios utilizados são a própria tecnologia como os parceiros são eles próprios virtuais, desenvolvidos com base num programa de inteligência artificial. O que importa então? Sentir e ser palpável ou apenas sentir? Fica a questão para cada um de vós reflectir e responder!


 "Dallas Buyers Club" (2013) -  Baseado numa história verídica. Na década de 80, um texano machista e homofóbico, é diagnosticado com o VIH/SIDA, numa ápoca em que o tabu da doença estava no máximo e era apenas associada à homossexualidade. 
Na altura a medicação autorizada pela FDA era o AZT, que se confirmou mais tarde ser demasiado tóxico para o organismo e portanto pouco eficaz no tratamento dos doentes com VIH. Ron Woodroof, o texano que referi e é a personagem principal desta história, consegue criar um esquema de distribuição de outro tipo de medicação (menos agressiva, menos tóxica e mais eficaz). Mas como é óbvio foi constantemente impedido pela própria FDA, comunidade médica, e pelo próprio governo, e aqui consegu-se perceber que, infelizmente, muitas vezes não é o interesse no bem dos doentes que regula ioinstituições como a FDA e a WHO, mas sim interesses económicos e alguma resistência à mudança, o que pode implicar a vida de milhares de pessoas!!! 
A par da história da luta incessante de Ron na luta para ter direito a escolher a sua medicação, e proporcionar isso a outras pessoas, torna-se amigo de um transsexual (acontecimento irónico e simultaneamente esclarecedor de que o que conta são as pessoas e o que elas são connosco, não importa a sua cor, as suas opções ou estilo de vida nem tampouco as suas opções sexuais!). 

segunda-feira, 24 de março de 2014

Fofuras... do me a favor do'ya?!


Pessoal!!! Já passou o fds né? Muito rápido... sempre demasiado rápido! 
Tenham uma excelente semana!
Eu acho que vou ter uma semana fixe... pelo menos estou entusiasmada! :) Aventura!!
Beijinhos a todos! Façam-me o favor, não de serem mas acima de tudo, de tentarem ser felizes!

sexta-feira, 21 de março de 2014

É muita música boa para não partilhar!! Desculpem lá a lista enoooorme! :D

Zedd - Stay The Night ft. Hayley Williams

Aloe Blacc - The Man

Sam Smith - Money On My Mind

Hardwell feat. Matthew Koma - Dare You

Kim Cesarion - Undressed

James Blunt - Heart To Heart

Enjoy! ;)


Cool music to my ears ;)

Klingande - Jubel

Faul & Wad Ad vs. Pnau - Changes

Clean Bandit - Rather Be feat. Jess Glynne

Um som muito cool não acham?! ;) 

Fofuras... nunca é tarde!


Eh pa! Esta semana passou a correr (para variar!) et voilá... já é 6.ª feira! E eu nem tive tempo para vos desejar uma boa semana como habitualmente. Assim sendo, venho redimir-me, e actualizando os meus votos... tenham um excelente resto de semana (já é mesmo só um restinho eu sei!) e depois então um fim-de-semana todo do bom :D :D Divirtam-se, descansem se possível, convivam, saiam, aproveitem a vida! :)

Beijinhos a todos!

Cenas/coisas minhas! #1


Inauguração de nova rubrica aqui no blog!! (não sei quanto tempo vai durar como todas as outras rubricas - pois apenas escrevo ou partilho quando tenho vontade de verdade! - mas que seja boa enquanto durar, isso é que é o mais importante!! :D)

Cenas ou coisas que me apeteceu partilhar por aqui....

- Um anel lindíssimo que recebi de oferta e que não estava nada à espera, numa atitude que me comoveu... :) Fiz aquilo que considero um pequeno favor a alguém e certo dia recebo este anel lindo dentro de uma caixinha com o meu nome. Esta atitude tocou-me porque aquilo que fiz a esta(s) pessoa(s) já fiz de forma muito mais complexa e elaborada para outras pessoas que por vezes nem obrigado dizem! Mas como eu não faço pelo agradecimento e sim porque quero ser com os outros como gostaria que fossem sempre comigo, ajudo sempre que me pedem e eu tenha disponibilidade para fazê-lo. Mas cai bem um agrado e eu fiquei muito feliz, e adorei o anel! Tenho-o usado todos os dias desde então!

- Um por do sol lindíssimo algures no Alentejo, perto de uma barragem e de um gigantesco campo de trigo de um verde estonteante e inebriante! De repente estamos dentro de uma obra de arte. É assim que me sinto ao contemplar a natureza que está à nossa volta. 

- Uma abelha que se deixou fotografar pela minha objectiva. Ficou muito bem não acham?! É fotogénica! Adoro ver os pormenores e as cores dos insectos ;)

- Certa noite custei a adormecer. Ligou-se a luz mágica da garrafa mágica et voilá! Adormeci num instante e dormi como um anjo! :)

- A calçada na Mina de São Domingos cheia de bolinhas e papelinhos de papel coloridos após a passagem do cortejo de Carnaval! Uma terra tão pequena mas sempre com tantas iniciativas e adesão! É de louvar!

- O meu Malandro ao meu colo :)))))

- A trança que uma amiga me fez. Adoro ver tranças! Adoro usar tranças! ;)

- Évora, na Praça do Giraldo. É uma cidade que gosto sempre. Gosto de chegar, gosto de vê-la e apreciar as ruas, as pessoas, os monumentos, a dinâmica, gosto pronto!

quarta-feira, 19 de março de 2014

Would ya?! uhhhhh

Ta bem... foi um vídeo idealizado no âmbito de uma acção promocional de uma marca de roupa americana. E nada garante que os supostos anónimos e estranhos sejam de facto anónimos e estranhos entre eles. De qualquer forma, acho a ideia absolutamente genial. Brinca de forma criativa com coisas que parecem muito simples e banais mas que afinal de contas são até bastante complexas e especiais. Como o "simples" beijar alguém. Beijar implica cumplicidade, vontade, entrega, exposição e redenção. Coisa completamente contrária àquilo que, à partida, existe entre estranhos. Mas e se vos propusessem beijar alguém que não conhecessem de lado nenhum? Would ya? ;) 

FIRST KISS - de Tatia Pllieva

Encantador de elefantes

Com certeza que a maioria de vós já ouviu falar do encantador de cães (Cesar Millan), que chegou a ter um programa de tv com bastante sucesso. Há pessoas que simplesmente conseguem "comunicar" com os outros animais, conseguem compreendê-los e fazerem-se compreender também. Parece coisa sem importância mas para mim isso é um dom (que obviamente se pode aperfeiçoar ao longo da vida), é ser-se superior ao ponto de conseguir mergulhar naquele nível da existência em que todos os seres são iguais e portanto falam a mesma língua. Todos temos acesso a esse "canal" mas muito poucos conseguem efectivamente encontrar o caminho certo para a harmonia entre todos os seres e a natureza. Parece esotérico mas se virmos bem é apenas... profundamente belo! Não sei quais os ingredientes necessários para consegui-lo, mas de certeza que amor incondicional, espírito de sacrifício e coragem serão uns deles. É algo que ultrapassa a inteligência humana, algo que não se restringe a comparações ou medidas, é algo profundo que existe no universo e que é comum a cada coisa, cada ser, cada matéria, cada ligação e no entanto a maioria de nós não consegue enxergar.

Pois bem, fiquei há pouco tempo a saber que existiu um encantador de elefantes (que, como se sabe são animais extremamente inteligentes e com estruturas sociais complexas). Lawrence Anthony (recentemente falecido, em  Março de 2012) foi um sul-africano que dedicou a vida a salvar elefantes selvagens, muitas vezes colocando em risco a sua própria vida e muitas vezes também, como fiquei também a saber pelo que li, debatendo-se, na sua simples condição humana, entre a irracionalidade do que fazia e nas situações de risco em que se colocava e simultaneamente o seu amor e dedicação incondicionais aos elefantes.
Muita da história e alguns episódios caricatos e surpreendentes podem lê-los aqui, ou simplesmente pesquisando pelo nome deste ambientalista, explorador e escritor, cujo site oficial está aqui.



Mas o que mais se chamou a atenção foi algo que aconteceu e que, até à data, ninguém conseguiu explicar... o texto é longo mas prometo que vale a pena! ;)

"Lawrence Anthony, uma lenda viva na África do Sul, autor de 3 livros, entre eles o best-seller O Encantador de Elefantes, resgatou valentemente inúmeros animais selvagens e reabilitou elefantes por todo o planeta, após serem vitimados por atrocidades humanas, sendo de referir, entre outros, o corajoso resgate dos animais do Zoológico de Bagdad durante a invasão dos Estados Unidos em 2003.
No dia 7 de março de 2012 Lawrence Anthony faleceu. Deixou saudades e será sempre lembrado por sua esposa, dois filhos, dois netos e numerosos elefantes.
Dois dias após o seu falecimento os elefantes selvagens apareceram em sua casa, guiados por duas grandes matriarcas.
Outras manadas  selvagens apareceram em bandos para dizerem adeus ao seu amado amigo-homem.
Um total de 31 elefantes caminhou pacientemente por mais de 12 milhas até chegarem à sua residência sul-africana. Ao testemunharem este espectáculo os humanos obviamente ficaram abismados, não apenas por causa da suprema inteligência e timing perfeito com que esses elefantes pressentiram o falecimento de Lawrence, mas também devido às profundas lembranças e emoções que os amados animais relembraram numa forma tão organizada..
Caminhando lentamente - durante dias - marchando pelo caminho numa fila solene desde o seu habitat até à casa de Anthony.
Como é que os elefantes da reserva, pastando a milhas de distância em partes afastadas do parque poderiam saber da morte de Anthony? "Um homem bom morreu de repente" disse a Rabina Leila Gal Berner, Ph.D., "e vindas de muito, muito longe duas manadas de elefantes, sentindo que eles haviam perdido um amado amigo humano, moveram-se numa solene procissão fúnebre para visitarem a família enlutada na residência do falecido."
"Se alguma vez houve uma ocasião em que pudemos realmente sentir a maravilhosa intercomunicação entre todos os seres, foi quando refletimos sobre os elefantes de Thula Thula. O coração de um homem parou de bater e os corações de centenas de elefantes entristeceram-se.
O coração tão generoso e dedicado deste homem ofereceu a cura a esses elefantes e agora eles vêm prestar a sua carinhosa homenagem ao seu amigo."
A esposa de Lawrence, Françoise, ficou particularmente comovida, sabendo que os elefantes não tinham vindo a sua casa antes desta data há mais de três anos!  Mas sabiam perfeitamente aonde estavam indo!
Os elefantes, obviamente, queriam apresentar as suas sentidas condolências em honra do amigo que havia salvado suas vidas, e tamanho era o seu respeito que ficaram dois dias e duas noites sem comerem absolutamente nada.
E depois, uma manhã, partiram para a sua longa viagem de volta."

E posto isto... não precisa dizer-se uma palavra mais.... :')

Palavras sábias

Ora aqui estão umas boas verdades! Não haverá melhor conselho ou ensinamento do que aquele que nos leva a ser humildes, cautelosos e rectos! Porque na vida tudo acaba sempre por se equilibrar, tudo o que damos a nós retorna... de uma forma ou outra.... :)

terça-feira, 11 de março de 2014

Alentejanisses

O Alentejo é uma região linda. De paisagens extensas, em plena comunhão com o horizonte. É terra de boa gente. E rica em folclore... especialmente no que respeita à peculiar e sobejamente conhecida forma de falar. Não apenas na entoação que damos às palavras mas também nas próprias palavras que muitas vezes "inventamos" ou adequamos, e que se tornaram símbolo da nossa cultura e das nossas tradições. A mim enche-me de orgulho pertencer a esta terra única e especial. Gosto de ser alentejana. Gosto dos sítios, das cores e das paisagens, gosto do campo, das músicas e da forma de cantar, gosto muito das pessoas (especialmente os mais antigos e a sabedoria que têm), gosto da comida e da bebida, e gosto das palavras e da forma de falar. 
Talvez já tenham ouvido falar neste livro que contém autênticas pérolas! Deliciemo-nos então com os vocábulos alentejanos! A maior parte das palavras conhecia mas houve algumas que nunca tinha ouvido! 
Eu adorei ler isto, espero que vocês também! ;)


"Alentejo a Cem por Cento - Subsídios para o estudo dos Costumes, Tradições, Etnografia e Folclore Regionais". Foi editado em 1940, Beja, pelo próprio autor, o Prof. Joaquim Roque (natural de Peroguarda, Ferreira do Alentejo, nascido em 1913, "recolheu e deu a conhecer à comunidade científica diversos vocábulos (p.e. RUAZ) usados com frequência no Baixo Alentejo e não registados em qualquer dicionário ou vocabulário").

Aqui ficam uns versos para vos aguçar a curiosidade:
                                                                                       I
                                                                        "Por cá no meu Alentejo
                                                                        Temos o nosso latim
                                                                        A Alcunha é ANEXIM
                                                                        Cesto grande é CABANEJO.
                                                                        Chamam CHATO ao Percevejo
                                                                        A Gorjeta é MELHADURA
                                                                        A Diarreia é SOLTURA
                                                                        As Fezes INQUIETAÇÕES
                                                                        Mas ó que lindas expressões
                                                                        Vindas de gente tão pura!
II
Grande jantarada é PANCÃO
CARAMELO é Água Gelada
Pote de barro é AZADA
E ZEBRE Oxidação.
Homem traído é CABRÃO
Mulher de mau porte é ZORRA
Fêmea estéril é MACHORRA
Neste meu vocabulário
Eu ando a ler ao contrário
Isto é que vai uma PORRA!
                                                                                         III
                                                                             MORRINHA é Epidemia
                                                                             E SISMA é fixação
                                                                             DESASTRE é Acidente de viação
                                                                             CHAPA é uma Radiografia.
                                                                             CATARRAL é Pneumonia
                                                                             Deitar fora é AVENTAR
                                                                             CAGÁÇO é Medo a fartar
                                                                             E RETOIÇAS são Brincadeiras
                                                                             Chamam CABRAS às frieiras
                                                                             Mas que dialeto invulgar !
IV
Ao vadio chamam GANDULO
GIRÓLMO é sempre Jerónimo
Um GAJO é um homem Anónimo
Estar cheio é estar de CAGULO.
Ao Inchaço chamam MATULO
BORREGA é Bolha no pé
Banco de madeira é GANAPÉ
E CEGA REGA é uma cigarra
Mas que prenuncia bizarra
Parece mentira até !
                                                                                            V
                                                                             VELHACAS são pessoas más
                                                                             E TRONGAS Mulheres da vida
                                                                             Multa é MURTA toda a vida
                                                                             SONTORDIA, foi há um tempo atrás.
                                                                             Chamam SOFÁZES aos Sofás
                                                                             E COVA a um grande Vale
                                                                             MONQUITA é Corrimento nasal
                                                                             Ó ÁIK é Abalar à pressa
                                                                             Para mim não há mais conversa
                                                                             É um dicionário especial.
VI
TROPEÇO é Banco de cortiça
E os TRÁSTES são a Mobília
Á Lagarta chamam ROSQUILHA
MELA e BÔBAS à Preguiça.
Chamam QUADRA à cavalariça
E aos Calos chamam GINETES
Fazer Caretas são MUNETES
Aqui e em todo lado
Eu cá fico admirado
Chamarem às Meias aos SUQUÉTES
                                                                                    VII
                                                                         ABUINHA é Borboleta
                                                                         IMPÁR é Gemer de dor
                                                                         Fora daqui diz-se; ANDOR
                                                                         Masturbação é PUNHETA.
                                                                         A Mulher trigueira é PRETA
                                                                         MOFINA é ser Egoísta
                                                                         Quem protesta é COMUNISTA
                                                                         Mas não creio nessa versão
                                                                         TESTÓ, é para afastar o Cão
                                                                         Ricas palavras à vista.
VIII
ÁRENCU é Pirilampo
MIUTERA é Ponte de pau
Pano de azeitona é LARÁU
TUBARÕES são Cogumelos do campo.
ENTREMENTES é Entretanto
Chamam COITO à Coutada
Muitos cães, é uma CANZUÁDA
Mas que léxico tão bonito
Se vou sair; eu me QUITO
Mas volto, não tarda nada!
                                                                                            IX
                                                                         Cama no chão é CAMASTRALHO
                                                                         Concha de buzio é BUZINO
                                                                         Ao Soco chamam MOQUINO
                                                                         COPA é Roupa de agasalho.
                                                                         Chamam CHINAS ao Cascalho
                                                                         E às beatas BARONAS
                                                                         Os Amendoins são ERVELHANAS
                                                                         CAREPA é Caspa a cair
                                                                         Como é tão bom ouvir
                                                                         Estas expressões Alentejanas
X
ESCARIÓTE é um ser fugidio
E o Armazém é um CASÃO
CISCO é resto do Carvão
ESCONFIQUE eu Desconfio.
Tudo o que é Arisco é GENTIO
E ao Orvalho Chamam MARGIA
Lamaçal é ENXÓVIA
E as CARRAÇAS são Carrapatos
São estes os meus relatos
Que fiz em versos de um dia
                                                                                         XI
                                                                           TRÁITA, é ter certo costume
                                                                           BUZIO é estar Embaciado
                                                                           BORCALHO é mal-educado
                                                                           LUMINÁRIA é um grande lume.
                                                                           Ao Suco chamam CERUME.
                                                                           Um LARILA é um Maricas
                                                                           Os TATARANHOS são Riscas
                                                                           E ZAROLHO é quem vê mal
                                                                           Neste canto de Portugal
                                                                           ÀS Fendas chamam TALISCAS
XII
BOCA DO CORPO é a Vagina
REGEMENTO é o período pós parto
Chamam SARDÃO ao Lagarto
E QUINITA à Joaquina.
Coisa Ruim é MALINA
LOSTRAS são Manchas na pele
Um BARAÇO é um Cordel
MAIS QUE MUITOS é muita gente
BRINHOL é Fartura quente
Na boca do TI MANEL!
                                                                                 XIII
                                                                 Por fim, direi que é bizarro
                                                                 Às Nádegas chamarem NALGAS
                                                                 E às Mulheres ricas FIDALGAS
                                                                 E QUARTA ao púcaro de barro.
                                                                 Chamam MURRÂO à Cinza de cigarro
                                                                 E a Mascara é uma CARAÇA
                                                                 Muito barulho é ARRUAÇA
                                                                 E as Faúlhas são CASTELHANOS
                                                                 Estes vocábulos Alentejanos
                                                                 Digam lá se não têm graça?
XIV
Ditas estas palavrinhas 
Muitas mais há para dizer
Não quero ninguém aborrecer
Com as minhas ladainhas.
Eu apenas segui as linhas
Do dialeto regional
Porém não quero deixar mal
Todos os Alentejanos
E os meus queridos conterrâneos
Do concelho do Alandroal."

domingo, 9 de março de 2014

Fofuras...have yourself a wonderful week of whatever you are going to do or be!


Boa semana a tutti!
Be quiet, be kind, be calm, be fit, be strong, be corajous, be resilient... and specially, be you!

"I hope life treats you kind"... :)


Whitney Houston - I Will Always Love You

É esta. É esta que hoje canto. É esta que hoje canto usando pela n-ésima vez a música como expressão. Como diz a própria artista..."it's all about love... music and love are the same thing".

domingo, 2 de março de 2014

Fofuras... Boa semana!


Aí vem mais uma semana! O tempo passa rápido. Se por um lado é chato porque o fim-de-semana passa sempre a correr, por outro lado, o mesmo se aplica à semana... portanto daqui a pouquinho já estou a desejar-vos bom fim-de-semana outra vez!! Ainda assim, a minha semana cheira-me que vai ser difícil(zinha) pelo que espero que decorra mesmo rápido. Inté!
Beijinhos!

Miadelas e ron-rons


Por acaso já repararam numa novidade aqui no blog?! Sim?! Pois... olhem à vossa direita... ei-lo! Um gatinho tipo-malandro (que é o meu!!) e que "interage" com vocês. Não só segue o cursor.... como.... bem, experimentem fazer-lhe festinhas (arrastar o cursor) no corpo e depois na cabeça.... ihihih é tal e qual o gato real. Até os miados são parecidos!! 
A partir de agora estará no blog, a lançar o seu já habitual "charme" ;)) É o meu malandro!
Boas festas!! (no corpo todo!!! ahahahhaah)

Once upon a time...


Era uma vez uma miúda com uma sorte do caraças... elevada a -1, que é como quem diz, o inverso! Não havia boas intenções nem sentido de justiça que a safasse. Todas as coisas que fazia, inclusive as de boa intenção e sentido de justiça, só se conseguiam concretizar à custa de mal-entendidos, brigas, discussão e destruição. Todo um filme que nem ele própria poderia imaginar! Nunca nada decorria de forma simplesmente fluída e sem problemas. Tudo era conseguido sempre com o máximo esforço, sacrifício e ansiedade. Seria esse o preço a pagar? Mas porque tem de haver um preço? Se uma pessoa faz as coisas bem, promove a justiça e a segurança, porque é que todos me caem em cima e me dizem constantemente que o que fiz está errado... que a intenção foi muito boa e tal mas que é preferível a ignorância, o perigo, a mentira e a injustiça em nome da paz. Mas qual paz?! Que raio de paz é essa que se baseia em medos e mentiras?! Juro que não compreendo... penso e penso... e não compreendo. Não compreendo porque tenho de travar batalhas constantemente. Estou cansada, completamente extenuada. E mal dos males... às vezes eu própria já me pergunto se não será mesmo melhor ser como os demais... pelo menos teria uma existência bastante mais calma e menos conflituosa.
Ou eu ando a ver tudo ao contrário ou ando é cada vez mais farta de não conseguir compreender esta m"&%$# de sociedade.
Às vezes sinto-me dentro de uma história Kafkaniana.... perdida algures num embrulho absurdo e improvável de circunstâncias surreais, num emaranhado de situações semelhantes a um labirinto sem saída... de tal forma que é de uma pessoa (+-) sã endoidecer rápida e completamente!

sábado, 1 de março de 2014

Fofuras... Bom fim-de-semana! Feliz Carnaval!


Eu não ligo muito ao Carnaval. Mas gosto de ver as crianças mascaradas e por vezes gosto de ver também a imaginação de alguns adultos. De qualquer forma esta altura é sem dúvida um shot de cor, música, fantasia e alegria nesta tão cinzenta, fria e chuvosa altura do ano. Divirtam-se! Com ou sem máscara! :P 
Bom fim-de-semana! Beijinhos