segunda-feira, 23 de novembro de 2009

Há por aí alguma balada... que seja muito... badalada?! :D ;)

Parque da Cidade - "Memorial à Mulher Alentejana" - Beja - Portugal 2009

Nome... palavra que designa.

Qual a importância das pessoas e das coisas terem um nome?

sábado, 14 de novembro de 2009

A beleza e o belo

A beleza e seu conceito (definido e apercebido) é algo muito subjectivo, não só entre pessoas mas até entre diferentes culturas, e não será por acaso que tem despertado ao longo de anos dissertações transversais sem que o resultado seja suficientemente... satisfatório, agradável, prazeiroso... sendo afinal isso concretamente a que ela própria se resume.
A experiência da beleza é diferente também no tempo e na história da Humanidade. Porque é que na Antiguidade a beleza era associada à proporção ou simetria e hoje em dia, embora ainda permaneça, quase intrinsecamente, aquela referência, passámos também a valorizar e a apreciar o que inspire desordem. Veja-se o exemplo da arte contemporânea ou pós-moderna que cada vez mais se desenrola em obras algo caóticas, disformes, distorcidas e até chocantes... como se os acontecimentos que nos trouxeram até hoje exigissem agora um extravazar e rebentar assustador, avassalador do que temos sido, e do que continuamos a ser.
Não sei então se é mesmo uma consequência do passado e acompanhe assim a nossa evolução. Se isso nos completa ou se significa que estamos é cansados e dormentes, e esses manifestos de agrado pelo caos sejam sinais de que andamos a vacilar e a desviar (mo-nos). E talvez sejam isso mesmo... sinais... de alarme!

True colors

"...I see your true colours
Shining through
I see your true colours
That's why I love you
So don't be afraid to let them show
Your true colours
True colours are beautiful,
Like a rainbow..."


I hope i am truly seeing your true colors... i really do.

Amizade


Madrid - Espanha 2009

As relações, sejam elas de mera formalidade, amizade ou amor, todas elas se iniciam (ou começam?! :D:P) com um acto de coragem. De um lado... outro lado... ou dos dois. Isto porque quando estendemos a nossa mão a alguém nunca sabemos muito bem o que vamos encontrar para além de nós próprios e o que é que isso vai provocar em nós e no outro, e nesse aspecto pode dizer-se que existe sempre medo associado à vontade ou curiosidade, e é esse complexo mix que nos impulsiona a avançar, ou não. É isso e outras coisas que se sentem mas não se explicam. É aceitar ponderar sobre ceder o nosso espaço e aceitar o convite a entrar no espaço do outro, mesmo que todo esse processo seja natural e portanto quase inconsciente.


Após esse primeiro passo cada relação evolui consoante o seu objectivo e mediante as respectivas circunstâncias. Uma coisa é certa... só perduram evoluindo para amor e amizade aquelas em que se sente total respeito e confiança. Confiança... Esta é a base de tudo o que é suposto dar certo.
Estarei errada?!

segunda-feira, 2 de novembro de 2009

Política? Silêncio.


Porto - Portugal 2009

"Sem que discurso eu pedisse,
ele falou, e eu escutei.
Gostei do que ele não disse;
do que disse não gostei"
...um verso de António Aleixo

A Política é a "ciência do governo das nações", e é também a forma como os homens se unem para gerir uma dada sociedade, consoante os seus ideais e aquilo que consideram ser o mais correcto, mais justo e mais sustentado.
Infelizmente na génese da política está em simultâneo o seu criador e o seu destruidor: o próprio Homem. "Dá-lhes o poder.... e eles revelam-se", porque quando aplicados à realidade aqueles outros anunciados ideais misturados com vincados traços dos chamados lados lunares que existem em cada um, o embrulho desvanece e nele nada se encontra senão uma mão cheia de nada de algo que entretanto se esfumou... uma desilusão...
Parece uma charada mas não é, e o rebuscado (ou floreado) abuso (confuso) nas palavras que utilizei foi precisamente para isso... para mostrar que muitas vezes falamos mas podemos estar a dizer rigorosamente nada, ou talvez não... Há sempre uma mente ou duas que tentam compreender o que nem o próprio entende.... como um insistir em dar significado a uma tela quando o seu autor quase grita que não tem significado nenhum!!! E isso tem mal algum!?!? Não devia pois não? Não devia, mas tem. Porque nos habituámos a rotular tudo, a encaixar tudo, a fechar a mente, para que nada nos fuja do pequenino mundo que conhecemos e em que nos movemos, ou em que nos deixam mover.
Mas isto agora não é para aqui chamado.... o objectivo era falar de Política.
Simplesmente para transmitir a minha ideia, não o meu ideal.
Se a Política e os políticos forem efectivamente credíveis e seu principal objectivo fosse o Bem de um País e da sua gente.... então não assistiríamos, entre outras, a uma dada altura pré-eleitoral que todos sabem como é, em que quem está espera de saber os resultados prefere deixar andar à deriva funções que lhe foram confiadas e bem remuneradas por aquela mesma gente, num clima de deixa andar porque já não sei se fico... só me importo se ficar.... e pouco se importa com a importância que tem o seu País. Ou a inaugurar coisas inacabadas ou a publicitar palavras ocas... Isto assim não passa de uma palhaçada sem graça nenhuma... Porque o que move as pessoas não é maioritariamente o ideal, é apenas o seu interesse pessoal. E assim todo o ciclo está minado. Completamente oco, e sem rumo certo.
O que pensará o mendigo que estava a dormir há minutos atrás naquele banco?! Muito provavelmente não pensa nada sobre isto... e faz ele muito bem.

My precious... (Gollum)

O que é uma coisa valiosa? O que define o valor das coisas?
Economicamente falando, o que decide o preço e/ou valor de uma coisa é o que resulta do cruzamento entre a oferta e a procura num dado mercado, mediante determinadas condições. Resulta de um jogo de expectativas e necessidades. E tem de haver (ou existir?!) satisfação em ambos os lados.... hum
E não haverão coisas valiosas sem valor?
O que é que é valioso, e porquê?

Facto

Um dia destes estava a ler uma coisa qualquer e ficou-me esta expressão:

"... julgar os factos sem verificar o que de facto aconteceu..."

Mas para serem "factos" é porque de facto (!!! :D)... ocorreram ou não?! Aconteceram?!

Desenhado e Definido


Autoria: João Bento - Portugal 2009
Adoro esta foto :)
Que pássaro é?
Engraçado... quando um desenho está tão bem feito que quase se confunde com a realidade que tenta representar, diz-se que está fiel... e que parece uma fotografia.
Pois esta é uma fotografia, mas que a mim me parece um desenho.... e porquê? Porque está demasiado artística e bonita para ser "simplesmente" :P:))... a realidade ;)

Macro


Flor - Portugal 2009

Mais uma bem de perto...
Qual é a vossa flôr/ planta preferida?