quarta-feira, 10 de maio de 2017

Surrealidades do meu dia-a-dia #47

Conversa sobre o jogo da Baleia Azul com uma "pirralha" de 6 anos:

Ela - Se te convidarem para o jogares o jogo da baleia azul, por favor não aceites! É que primeiro as pessoas fazem cortes nos braços, depois atiram-se de sítios altos, e depois matam-se a elas próprias!!!

Eu - Pois é. Tens toda a razão. Esse jogo não presta. Não traz nada de bom. Nem sequer é interessante! E também qual a piada de se matar a si próprio?! Depois deixa-se de poder brincar, fazer anos e festas, viajar, conhecer novas novas, e aproveitar a vida! Que parvoíce esse jogo... realmente! Não tem mesmo sentido nenhum!

Ela - Sim sim, eu também acho isso. E aqueles que chegam ao final, a matarem-se a eles próprios... esses de certeza que ficam magoados e se os voltarem a convidar  acho que vão pensar muito bem antes de aceitar outro convite!

Eu - .... ahhhh... pois... nem que seja porque já não estão cá para receber o convite!... :(

Ela - Olha, se um dia qualquer me perguntarem se quero participar num jogo ou até mesmo num torneio (?!?!?!?) da baleia azul eu cá digo logo que não!

Muito bem. Lição bem aprendida!

:)

E efectivamente... não sei que mente retorcida inventou um "jogo" destes. É altamente perverso e assustador que alguém se divirta a explorar as fragilidades e o desespero dos outros, levando-os à morte auto-infligida. Espero que acabem com esta rede rapidamente, sejam castigados e punidos os responsáveis, e que as pessoas (os utilizadores da internet e das redes sociais) comecem a pensar por elas próprias. Vivemos num mundo com acesso tão facilitado a tanta informação... seria de esperar que as novas gerações fossem mais informadas, conscientes e pensantes. Mas não... parecem ser mais baralhadas e influenciáveis. Essa sim é a grande raiz do problema, porque sem esse combustível o resto da fogueira não chegaria a arder... !

Sem comentários: